Olá, estranho!

| |
Foto: Pinterest
     Oi, você por aqui? Há quanto tempo não nos vemos! Dez ou quinze anos. Realmente muito tempo. Por onde você andou? Me conte as novidades! Senta pra tomar um café, também tenho muita coisa pra contar e muitas coisas a perguntar. Por que demorou tanto tempo para dar notícias? O que te impedia de vir me ver?Não acha que está meio tarde pra voltar? Estava tudo indo muito bem (na medida do possível) e do nada, você me aparece. Não sei o que estou sentindo, você me deixou confusa. Sem aviso, sem cuidado. Você simplesmente vem, chega tão depressa como um raio, faz uma bagunça e nem se preocupa em tentar arrumar. 
     Vamos falar dos últimos 10 anos. Antes nunca do que tarde. Sinceramente acho que você não deveria ter voltado. Você bagunçou tudo! Agora quer bater na minha porta e compensar dez anos de ausência com dez minutos de conversa? Você realmente não me conhece, mas deixa eu te contar um pouco do que aconteceu nesse tempinho que você ficou fora. Vamos! Nós temos tempo. Na verdade temos que recuperar o tempo perdido. Muitas pessoas passaram por aqui depois que você foi embora, mas uma delas deixou marcas, marcas que não podem ser apagadas. Sabe ela? Sim ela! A pessoa que me deu apoio e fez com que eu nunca precisasse de você. Ela foi embora. Não como você foi, mas foi de uma forma, digamos louvável. Mas mesmo depois que ela foi embora eu continuei sem precisar da sua presença. Pois houveram pessoas que me apoiaram, aos trancos e barrancos mas apoiaram. Assumo: em alguns momentos você fez falta, mas eu nunca precisei de você, de fato. 
     Agora tem outra pessoa ocupando o seu lugar, não no meu coração, afinal você nunca teve um lugar nele, e sim fisicamente. Mas convenhamos, você fez por merecer. Já fizeram questão de me contar os detalhes de tudo o que aconteceu antes de você ir embora. Eu acredito nele. E olha, não está nada bom pra você, viu!
     Já despejei o que eu tinha entalado na garganta. Nós nunca saberemos como poderia ter sido se você tivesse escolhido ficar, talvez mais fácil. Mas enfim, agora você pode falar. Garanto que vou te ouvir e até tentar te entender. Podemos nos tornar amigas, recuperar esse tempo. Tudo depende de você. Mas, se quando for embora, ficar mais dez anos fora, por favor não venha.

2 comentários:

  1. Olá Nathy, adorei o texto, está lindo e interessante. Descobri o teu blog num grupo de divulgação. É bom saber que ainda existem blogs que promovam um pouco de escrita criativa e pessoal. Eu também escrevo ^^ bjoo :)

    http://diariodeumafricana.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  2. Olá Nathy, adorei o texto. Está lindo e interessante. Descobri o teu blog num grupo de divulgação. É bom saber que ainda existem blogs que promovam um pouco de escrita criativa e pessoal. Eu também escrevo ^-^ beijinhos e parabéns pelo blog fofo! (PS: eu comentei 1 vez, mas como não sei se o comentário foi, comentei outra vez xD)

    http://diariodeumafricana.blogspot.pt/

    ResponderExcluir