Quem Sou Eu?

| |
Foto: Pinterest


Um dia desses a professora de história pediu para fazermos nossas autobiografias. Fiquei desesperada! Quem sou eu? De onde eu vim? O que eu fiz? Pelo que eu já passei? Não fiz o trabalho. Deixei de ganhar alguns pontos. 
Pensei em dizer que não conheço ninguém da parte materna da minha família. Nem mesmo a minha "mãe". Mas não seria muito dramático? Ela sentiria pena de mim. Eu não gosto que sintam pena de mim. Pensei em dizer que só conheci meu pai, de fato, aos 9 anos de idade. É... Realmente muito drama. Pensei em dizer que vivi a maior parte da minha vida com a minha avó, que eu acreditava que ela era a única pessoa que realmente se importava comigo. Em dizer que quando ela morreu, eu tinha 9 anos, eu fugi de casa porque não aguentava a convivência com o meu pai. Eu não gosto de contar da minha vida para as pessoas. Mas ela queria. Pensei em dizer que aos 5 anos de idade eu era espancada por uma madrasta horrível. Dizer que já sofri duas tentativas de estupro, uma delas, do meu tio. Também pensei em dizer que isso tudo me ensinou a ser cruel. A manipular as pessoas. A brincar com elas. Desde muito nova sempre me tive que aprender a me virar sozinha. Pensei em dizer que eu sofro, mas não choro. Que isso tudo me ensinou a nunca cair, e sim a derrubar. Pensei em dizer que eu não sinto mais nada. Por ninguém. Pensei em dizer tantas coisas. Pensei em contar minha vida pra ela. Só pensei...

Um comentário:

  1. Que triste Best. Olha, mesmo sem você saber (agora você sabe) eu to sempre aqui acompanhando seu blog. E adoro!! (Claro, é você, dã) Te amo minha best linda!! :)

    ResponderExcluir