Especial Esmaltes: Parte #1

| |
Ok, são 01:40h da madrugada e eu estou com insônia, por isso resolvi postar a primeira parte da semana de esmaltes.
Oi gente, eu mudei o calendário da nossa semana dos esmaltes, agora ele está assim:
Bom gente, para dar início ao primeiro post da nossa saga, vem umas perguntas... Vocês sabiam que em 3500 a.C. antes de Cristo as egípcias já pintavam as unhas? E inicialmente, elas só pintavam de preto? E vocês sabiam também que a verdadeira saga do esmalte só começou em 1892? Nossa! Os esmaltes são mais novos do que eu imaginava!

Ok, let's go! Primeiro o básico... Aqui em baixo tem uma "linha do tempo", com um pouco da história dos esmaltes.
No Egito antigo já existia o costume de pintar as unhas e os dedos com
henna. Um tipo de esmalte, o mais parecido com o atual, foi criado na China no século III a. C. Depois foi a vez do vermelho e dos tons metálicos: os reis pintavam suas unhas como sinal de nobreza, sempre com as cores vermelha e preta. Logo foram substituídas pelo dourado e prateado. No Império Romano passou-se a valorizar o polimento das unhas, que em geral era feito com materiais abrasivos.
Por volta de 1900, quando estavam surgindo os primeiros salões manicure, havia um precursor (segundo o dicionário, precursor significa "que anuncia o sucesso ou a chegada de algo ou alguém") desse esmalte de hoje, que era aplicado com pincéis de pelo de camelo, mas o esmalte não durava mais que um dia nas unhas hello... elas tinham que pintar as unhas todos os dias?

Em 1925 foi lançado um esmalte transparente, meio rosado que era aplicado no meio da unha what?, a meia lua, e as pontas ficavam sem nada naquela época, era proibido que as mulheres de reputação usassem cores fortes nas unhas (antiquadoooooosss).
Em 1929, nasceu o esmalte com perfume, mas sua popularidade e tempo de vida foram muito curtas, e ele foi logo retirado do mercado!
Em 1932, dois irmãos americanos, chamados Charles e Joseph Revson e o químico Charles Lachman criaram o esmalte brilhante e colorido, para ser aplicado na unha toda. Daí nasceu a marca Revlon (sobrenome dos Revson com o L do sobrenome do químico), que, hoje em dia, é uma grande empresa americana de cosméticos. Ahh! E vocês podem não saber, mas foi a empresa Revson que criou uma moda antiguérrima muito antiga, na linguagem de Thalita Rebouças (diva *-*) de usar o batom e os esmaltes da mesma cor.
E 1934, Anna Hamburg será que o nome do hamburguer foi dado em homenagem a ela? patenteou uma unha colorida artificial nossa famosa unha postiça, que poderia ser facilmente colocada e retirada sem danificar a unha natural, salvando as unha roídas thanks Anna!.
Já na década de 70, chegaram os amadinhos u.u tô vendo muito "Cheias de Charme" esmaltes sintéticos e as unhas passaram a ficar extremamente longas.
Os fofoletes do esmaltes acrílicos, são sucedidos pelos esmaltes de fibra de vidro em 1980 e a decoração das unhas passa a não ser só com esmaltes , mas sim com pedras preciosas e etc...
E finalmente nos anos 2000 uma empresa patenteou uma linha de esmaltes só para homens o.o!!!!!
Bom gente, eu já falei/escrevi/digitei pakas, e eu acho que já deu para vocês saberem bastante sobre a história dos esmaltes. Tá bom por hoje, né. Beijokinhas, fui. E espero que minha insônia passe logo.
Kiss
Nathy. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário